Qual é a relação entre infraestrutura e desenvolvimento econômico?

A relação entre infraestrutura e desenvolvimento econômico está no serviço que a infraestrutura contribui para o crescimento da economia. Ou seja, a infraestrutura adequada serve de base para facilitar o rápido desenvolvimento econômico. Países sem infraestrutura adequada podem achar que o desenvolvimento econômico não ocorre no mesmo ritmo e nível que nos países com uma sólida rede de infra-estrutura.

A infraestrutura pode ser rígida ou flexível. Exemplos de infraestrutura rígida incluem peças como aeroportos, estradas pavimentadas, portos de embarque, canais, esgotos bem construídos e usinas de energia. Exemplos de infraestrutura leve incluem facetas como um sistema de justiça criminal estruturado, redes telefônicas, Internet e um sistema educacional bem desenvolvido. É fácil ver a ligação entre infraestrutura e desenvolvimento econômico apenas analisando cada um dos componentes da estrutura de infraestrutura.

Um exemplo de tal ligação entre infraestrutura e desenvolvimento econômico pode ser visto na importância de um sistema de transporte sólido para qualquer desenvolvimento econômico significativo. As pessoas precisam se movimentar em busca de várias preocupações diárias. Partes dessas preocupações incluem questões relacionadas ao trabalho e oportunidades de negócios. Em países com bons sistemas de transporte, é fácil mover as matérias-primas da fonte para as plantas de produção. Também é fácil mover os produtos acabados das várias plantas de produção para os armazéns.

Essa facilidade de transporte contrasta com países com pouca ou nenhuma estrutura de transporte. Na maioria das comunidades rurais de alguns países do terceiro mundo, é difícil transportar produtos agrícolas colhidos das fazendas para os consumidores nas cidades e outros destinos. Isso se deve em grande parte ao fato de as estradas e os sistemas de transporte serem frequentemente muito pobres. A maioria dos itens perecíveis pode ser perdida antes que eles cheguem a seus destinos devido à quantidade excessiva de tempo que leva para movê-los por estradas não pavimentadas das fazendas para os consumidores. Esse desperdício é parte do efeito de uma infraestrutura precária, o que se reflete no lento crescimento da economia.

Além das rodovias, os países que não possuem outras infra-estruturas básicas, como uma extensa cobertura de rede telefônica e serviços de Internet, podem ficar para trás no processo de globalização. Por exemplo, se a conexão com a Internet é muito escassa e fraca, na melhor das hipóteses, os cidadãos podem não ter um sistema de tecnologia da informação (TI) bem desenvolvido. Essa falta colocaria o país em risco de não aproveitar as oportunidades inerentes à TI, o que ajudaria a promover o desenvolvimento de sua economia.